Como é ter (duas) Spitz Alemão

Como é ter (duas) Spitz Alemão

Tive cachorro praticamente a vida inteira. Porém, desde que saí da casa dos meus pais e a Bali (minha vira-lata amada) ficou morando lá, estava vivendo sem cachorro em casa.

Se por um lado a casa fica infinitamente mais limpa e arrumada assim, também sentia que algo estava faltando. E aí eu decidi que era o momento ideal para realizar um desejo antigo de ter um Spitz Alemão, raça que que também é conhecida por Lulu da Pomerânia.

Assim chegou a Sophie, uma bolinha de pelo muito fofa, mas também com uma personalidade forte e cheia de energia! Ela sempre foi muito independente e agitada e nem mesmo os passeios e brincadeiras estavam deixando ela cansada o suficiente para não ficar mordendo nossos pés, os móveis e etc.

Para entender mais sobre essa raça e aprender como lidar melhor com a Sophie eu comecei a pesquisar e entrei em alguns grupos de Spitz Alemão no Facebook. E aí acompanhando as postagens nesse grupo, vi muitas pessoas dizendo que ter dois cachorros é muito mais fácil do que ter um, além de que eles fazem companhia um para o outro e que brincam muito juntos. Assim, foi crescendo a vontade (que estava guardada lá no fundo) de ter dois cachorros!

E aí eu digitei no Google: “como é ter dois filhotes em casa?” e os piores resultados apareceram. Tudo que eu encontrava dizia que era muito traumático, difícil e que a pessoa precisaria ser experiente com filhotes para conseguir lidar bem com a situação.

Confesso que isso até me assustou um pouco, porém eu continuava certa de que ter 2 seria uma ótima ideia. E assim alguns meses depois chegou a Chloe, nossa segunda filhotinha.

Sei que muitas pessoas gostam e se interessam por essa raça (que é realmente muito apaixonante) e por isso resolvi contar um pouco sobre a minha experiência em ter um Spitz Alemsão e também como está sendo ter dois filhotes ao mesmo tempo.

Personalidade do Spitz Alemão

Quando eu pesquisei sobre a personalidade dessa raça eu li que eles são muito inteligentes, ativos, alegres, corajosos, leais aos donos (podem chegar a ser ciumentos) e etc.

Porém o fato é que cada filhote tem a sua própria personalidade. Alguns podem ser exatamente como a descrição, enquanto que outros podem ser o total oposto.

Tendo duas Spitz em casa eu posso confirmar que elas são bem diferentes. As duas são extremamente carinhosas, mas enquanto a Sophie é super independente, a Chloe é mais chiclete e quer ficar o tempo todo junto. Uma é mais calma, a outra mais agitada. Uma late mais, outra quase não late. Enfim, tudo depende do nível de energia e da própria personalidade do filhote.

Pelagem

O Spitz Alemão é uma verdadeira bolinha de pelos, pelo menos a maior parte do tempo. Porém eles passam por algumas trocas de pelos ao longo da vida, que são fases em que eles perdem muito pelo e podem ficar mais feinhos.

O normal é que eles tenham a primeira troca por volta dos 4 meses e depois por volta de 1 ano. Eles também tem trocas mais leves a cada estação e a fêmea pode também perder pelos quando entra no cio e quando tem filhotes. A pelagem mais farta e definitiva só é atingida por volta de 2 anos.

Fora dessas épocas o Spitz Alemão quase não solta pelos, porém exige que seja escovado ao menos uma vez por semana. Nesse ponto é preciso atenção: a escova utilizada deve ser de pinos de metal sem bolinhas nas pontas para não arrancar o subpelo.

Além disso, o Spitz Alemão não deve tomar muitos banhos por mês. O indicado é no máximo uma vez a cada 15 dias, mas eles pode tranquilamente ficar até um mês sem tomar banho, pois eles não tem aquele “cheiro de cachorro”. A respeito do banho também é preciso ficar atento para usar os produtos certos e nunca passar condicionador no pelo do Spitz.

Tosa Boo

O Spitz Alemão é uma raça que ficou muito conhecida pelo cachorrinho que apareceu na internet com a tosa boo, em que os pelos são cortados para que ele fique parecendo um ursinho.

Ele ficou lindo? Com certeza. Acontece que esse é um ponto mais polêmico, primeiro porque nem todo exemplar dessa raça fica igual ao receber essa tosa e segundo porque é preciso muito cuidado no momento de tosar.

Por ter pelagem primitiva, o Spitz Alemão nunca deve ser tosado na máquina. O máximo que se admite é uma pequena tosa ou trimming feito na tesoura por um profissional que entenda muito da raça.

Adaptação do segundo filhote em casa

Como eu já disse, nenhum site que eu encontrei nas minhas pesquisas indicava pegar dois filhotes ao mesmo tempo. Vale dizer que a Sophie e a Chloe tem apenas 15 dias de diferença, ou seja, o cenário ideal para a tragédia. Mas felizmente não foi bem assim!

De início foi um pouco estressante, pois no começo a Sophie queria morder a Chloe, mas eu também não esperava que em um passe de mágica tudo desse certo. Elas demoraram cerca de 4 dias para se adaptarem e hoje em dia elas dormem juntas, brincam juntas e são melhores amigas.

Com paciência, carinho e disciplina está sendo como eu imaginei e a Chloe, por ter uma personalidade mais calma, já ajudou muito a acalmar a Sophie.

Aproveita para seguir o instagram @chloesophiepom!